Buscar
  • Iza Valadão

Saiba como não errar na escolha do seu Porcelanato





O porcelanato é um revestimento cerâmico produzido de forma diferenciada quanto às condições de temperatura e pressão, e por isso varia menos de tamanho (menor dilatação) em função da variação de temperatura. Suas principais características são: massa homogênea e uniformidade de coloração – por isso a variação de cor entre lotes é bem menor (em relação a placas cerâmicas), mas mesmo assim, é bom er peças sobressalentes do mesmo lote, caso necessite trocar uma peça ou outra. Outra característica é possuir alta resistência à abrasão física e química – por isso resiste mais ao movimento de pessoas e ao uso de produtos de limpeza.


Além disso, é pouco poroso, ou seja, quase não absorve água, e por isso é mais durável e precisa de menor manutenção, quando comparado com as placas cerâmicas normais. Pode ser usado tanto interna quanto externamente, dependendo do acabamento da superfície, que pode ser até antiderrapante.


Existem diferentes tipos de porcelanato, eles se diferem quanto a espessura, tamanho, cor e resistência das peças. Também quanto ao formato das bordas e ao acabamento da superfície que pode ou não ter uma camada esmaltada responsável por diferentes efeitos. Saber escolher o produto ideal para a necessidade de cada cômodo, seja para parede ou piso, é muito importa e além de economizar evitando futuras trocas, diminuindo a necessidade de manutenção e o risco de acidentes. Para mostrar essas diferenças trouxemos aqui 3 duplas de porcelanatos, a primeira mostra exatamente a existência da camada esmaltada que acabei de falar, a diferença entre eles está na coloração da superfície em relação à base do revestimento.


O Porcelanato Técnico possui a mesma coloração no meio e na superfície do revestimento e por isso tem como vantagem, a diminuição na necessidade de manutenção, já que quando ocorre alguma trinca ou quebra, o defeito não fica muito visível, pois não há diferença entre a cor da superfície e o miolo da peça, sendo indicado para áreas de grande tráfego de pessoas, como quarto e sala. Como desvantagem, tem a restrição na cor e efeitos decorativos.


O Porcelanato Esmaltado recebe uma camada de esmalte na superfície (em uma fina camada = mostrar a diferença na lateral da peça) e por isso, sua grande vantagem é ter uma diversidade de efeitos decorativos na superfície, seja uma maior quantidade de brilho ou a semelhança com madeira, pedras naturais e cimento. No entanto, tem como desvantagem a diferença de cor entre a superfície e a base da peça e por isso, em caso de queda de algum objeto pontiagudo, acaba descascando, aparecendo à diferença. É indicado para acabamentos em paredes e bancadas de banheiros, em substituição as pedras naturais. O esmalte é um excelente aliado para combater a absorção de água e por isso é um ótimo piso para áreas externas e úmidas, de modo a diminuir a incidência de manchas. Podem ser lisos ou ásperos. Os ásperos são conhecidos como antiderrapantes pois são menos escorregadios quando molhados e por isso recomendados para varandas e áreas lazer. (Antes de escolher o produto é importante analisar a classificação PEI que determina a resistência do revestimento contra o desgaste e contato com substâncias abrasivas e varia entre 0, para áreas com atrito mínimo (paredes) e 5 para áreas externas ou com fluxo intenso de pessoas).


A segunda dupla mostra a diferença quanto ao acabamento da superfície, que pode ter ou não brilho.


Com Brilho: O porcelanato pode receber o brilho através da camada esmaltada ou através de polimento, que acorre durante a sua fabricação. Sua principal vantagem é que devido ao brilho, às peças são mais resistentes a riscos, seja a peça polida ou com a camada esmaltada. A desvantagem é seu uso, que deve ser apenas em ambientes secos e internos, pois não é antiderrapante e a água o deixa ainda mais liso e escorregadio.


Sem Brilho: O porcelanato tem menos brilho e aparenta ter acabamento acetinado e por isso torna-se menos cansativo a vista deixando o ambiente mais aconchegante, além de mais seguro, sua principal vantagem, já que é menos escorregadio que o piso polido. Sua desvantagem é em relação ao designer, pois o brilho traz elegância e sofisticação ao ambiente.


A terceira dupla mostra a diferença quanto ao acabamento das bordas, que pode ser reto (porcelanato retificado) ou levemente arredondado (porcelanato bold).


O Porcelanato Retificado é o que possui borda reta e tem como vantagem, a menor quantidade de rejunte entre as placas. Pois o rejunte tem como uma das funções auxiliar na dilatação das peças. Como a do porcelanato é menor, a distância entre as placas também pode ser menor. (Tem muita gente que tem problema de placas cerâmicas que se soltam do chão e na grande maioria das vezes, é falta de rejunte). Devido ao reduzido espaçamento entre as peças (até 1,5m), o acabamento final mais uniforme resultando na sensação de única peça em todo o cômodo. Como desvantagem, é preciso se ter maior cuidado com as quinas das peças, para que elas não quebrem antes do assentamento (que é a colagem das peças no chão ou na parede).


O Porcelanato Bold é o modelo que possui as bordas levemente arredondadas, conforme a maioria das placas cerâmicas e essa é sua principal vantagem, já que é um formato mais conhecido e evita o problema de “lascas” e rachaduras nas extremidades. Sua principal desvantagem é que exige um maior espaçamento entre as peças, já que o rejunte fica em uma altura menor que a superfície do porcelanato, consumindo assim maior quantidade de rejunte e deixando seu acabamento, em relação ao rejunte, mais aparente.





0 visualização

©2018 Iza Valadão.
Desenvolvido por Tática Web